Susana Trindade: Ei, não adianta!